terça-feira, 5 de setembro de 2017

[3156] Era o fim da guerra mas ainda não havia gasolina para os isqueiros no Mindelo....

Acontece que o António Miguel de Carvalho, com estaminé de combustíveis em São Vicente, escreveu para Harvey Thomas na Texas Petroleum Company em Nova Iorque. O motivo adivinha-se... Em Maio de 1945, a II Guerra terminara na Europa, estávamos em Junho e era preciso fuel na ilha. Até aí nada de admirar... Mas... e há sempre um mas aqui no Pd'B. O Tony escreveu de São Vicente em dia incerto de Julho (não se consegue divisá-lo em nenhum dos dois carimbos dos correios de São Vicente). A verdade é que a carta chegou a Lisboa a 21 de Julho e foi carimbada nesse dia e no seguinte. O pior, o pior mesmo, é que só chegou ao destino a 3 de Setembro... Entretanto, gasolina d'Cupitania, stava paróde na Cais Nacional, e djip d'pliça fetchóde na garaja d'staçon, ahahahahaha


2 comentários:

  1. Interessante, Djack. Calcule-se que todo este atraso era provocado pela guerra.

    ResponderEliminar
  2. O expedidor deve ter pensado que mandava uma carta para Rbera Bote onde tude conhecia tude gente

    ResponderEliminar