quarta-feira, 6 de setembro de 2017

[3164] Post 400 de 2017 com notícia condigna

Muito longe ainda dos 500 posts de 2014, dos 600 de 2015 ou dos incríveis 1000 de 2016, Praia de Bote atinge com este o n.º 400 para 2017. Para assinalar as quatro centenas, divulgamos para já as datas das comemorações em Almada dos 70 anos de "Chiquinho" de Baltasar Lopes em livro. 

Assim, teremos a 2 e 16 de Dezembro uma série de palestras não só acerca desta obra mas também sobre as de alguns dos parceiros de nhô Balta nessa aventura claridosa que sulcou durante parte significativa da sua vida intelectual. E até terminaremos com o Sr. Napumoceno da Silva Araújo, esse fantástico e sortudo comerciante de guarda-chuvas... pois de algum modo ele é filho dos claridosos...

Entre as duas datas, teremos em exposição no Fórum Municipal Romeu Correia de Almada 40 livros deste autor e de alguns dos seus colegas de escrita, muitos deles primeiras edições e alguns autografados, de colecção particular.

É o tributo de Almada e de alguns portugueses que admiram a história e a cultura de Cabo Verde (e a partir de ontem também de um cabo-verdiano prestigiado), com a colaboração da edilidade local e da Embaixada de Cabo Verde em Lisboa. Nomes e programa oficial, só os divulgaremos dentro de alguns dias ou semanas.

Até Dezembro, então! Esperamos por vós em Almada! E se não estão prevenidos, sempre vamos informando que na loja dos Herdeiros do Sr. Napumoceno ainda há alguns guarda-chuvas em stock.

7 comentários:

  1. Excelente iniciativa. Não quero perder. Obrigado.

    ResponderEliminar
  2. Lá o esperaremos, caro João, com todo o gosto. Por escassez de espaço e tempo, o Manuel Ferreira não entra, embora o merecesse. Ficámos-nos pelo Baltasar Lopes e pelos dois companheiros Manuel Lopes e Jorge Barbosa, dando-se depois um valente salto para a modernidade,com o Germano Almeida. Mas noutra altura será, deste modo ou noutro figurino com o Manuel Ferreira. A Câmara de Almada já tem grande tradição deste género de actividades.

    Grande abraço,
    Djack

    ResponderEliminar
  3. E esqueci-me de dizer que o Manuel Ferreira já está a ter as devidas e bem organizadas homenagens que merece, por "culpa" do João Serra - as primeiras vi-as eu e apreciei-as de viva e satisfeita vista.

    Djack

    ResponderEliminar
  4. Obrigado pela referência e pela divulgação a que o Joaquim se entregou com entusiasmo. O património histórico-cultural que Cabo Verde originou, directa ou indirectamente, é diversificado, rico e valioso. Temos muito a aprender com ele e sobre ele. Baltasar Lopes, Manuel Lopes, Jorge Barbosa - tudo o que fizemos para conhecer e dar a conhecer as suas obras não será demais. Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Vai ser um evento com grande interesse, tenho a certeza.

    ResponderEliminar
  6. Evento importante que merece a assitencia luso caboverdiana.

    ResponderEliminar
  7. A 16 de Dezembro haverá uma sessão evocativa de Manuel Ferreira no CCB às 15 horas. Talvez seja possível Ainda compatibilizar horários com o programa de Almada. Um abraço.

    https://www.ccb.pt/Default/pt/Programacao/LiteraturaEHumanidades?a=1234

    ResponderEliminar