sábado, 11 de novembro de 2017

[3235] "Claridade", a mítica revista de Artes e Letras nascida em São Vicente de Cabo Verde em Março de 1936, agora em capas e índices no Pd'B: n.º 3 (ver dois posts anteriores)

N.º 3, Março.1937
Propriedade do Grupo "Claridade". Director: João Lopes. Administração em São Vicente, Cabo Verde. Composto e impresso na Sociedade de Tipografia e Publicidade, Lda., São Vicente, Rua Infante D. Henrique. Preço: 2$00. 10 páginas.

Textos e colaborações:

- Capa: Poema de quem ficou, de Manuel Lopes
- Páginas 2, 3 e 7: Infância, excerto do romance "Chiquinho", de Baltazar Lopes
- Página 4: O Sentido Heróico do Mar, de Artur Augusto
- Página 5: Poema, de Jorge Barbosa
- Página 6: Apontamento, de João Lopes
- Página 8: poema Nocturno, de Osvaldo Alcântara [Baltasar Lopes]
- Páginas 9 e 10: Tomadas de Vista, de Manuel Lopes

NOTAS do Pd'B: 

Manuel Lopes deixou de ser director da revista, substituído até ao n.º 9 (e derradeiro da publicação) por João Lopes

No final da página 10 há um caixa de texto, onde se diz: 
Periódicos recebidos: HUMANIDADE (quinzenário de defesa e propaganda do Ultramar Português), Lisboa, n.ºs 12-20; PORTUCALE (revista Ilustrada de Cultura Literária e Científica), Porto, n.ºs 49-50;  MUNDO PORTUGUÊS (revista de Cultura e Propaganda de Arte e Literatura Coloniais), Lisboa, n.ºs 30-37; COMÉRCIO DA BEIRA (semanário noticioso e literário), Beira, n.ºs 13/146 - 341/164.

E mesmo no término da página 10, a frase VISADO PELA CENSURA.


4 comentários:

  1. Prossegue a divulgação da Claridade, com o nosso vivo contentamento. Belo poema este do Manuel Lopes, "Poema de quem ficou"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como disse no início desta publicação (que ainda terá mais cinco edições), na internet só se conseguem duas ou três capas e alguns índices. Que eu saiba, esta é a primeira vez que é feita uma publicação sistemática de capas e índices da revista. Se existir noutro local, que o digam que o Pd'B fará a devida propaganda. Quanto mais se souber sobre o tema, melhor. Para que... haja mais Claridade!

      Braça claridosa,
      Djack

      Eliminar
    2. Desde sempre que ouço falar desta revista "Claridade" e dos seus mentores mas é a primeira vez que estou tendo a oportunidade dum contacto visual embora esporádico por motivos profissionais.
      Seria capaz de chegar até ao fim dos meus dias sem ter esta oportunidade, uma vez que são relíquias de circulação restrita.
      Parabéns ao Djack Joquim, ao Praia de Bote e a Internet também.

      Eliminar
    3. É com todo o gosto que o Pd'B presta este serviço claridoso. E só não publica as revistas integralmente por possíveis contratempos de direitos de autoria. Sobretudo, relativamente aos últimos números, mais próximos de nós em data. Nunca se sabe e o Pd'B não gosta de infringir a lei. Mas mostrar TODAS as capas e ÍNDICES, e ainda por cima em bloco, já não é nada mau.

      Braça claridosa,
      Djack

      Eliminar