sexta-feira, 20 de abril de 2018

[3734] Um abraço para o Nuno Rebocho

Isto não adianta nada, mas é um desabafo que sabe bem (o que de qualquer modo sempre é alguma coisa): viva o Nuno, que está a passar por um sobressalto de saúde na Praia e que a recuperação seja efectiva e rápida.

Logo que soubermos mais notícias do que aquelas poucas que nos chegaram, daremos conta delas, por email, aos nossos amigos que no blogue se têm manifestado acerca deste assunto.

[3733] Fábrica portuguesa de sapatos continua a investir em São Vicente

 

[3732] José Mário Branco, homenagem no Mindelo

Ver AQUI

[3731] "Hit the road Jack!" Ray Charles e as Raelettes cantam para o dono deste blogue...

[3730] Ao que chegaram as coisas, no São Vicente de 1856. Era o tempo do "salve-se quem puder", incluindo as autoridades. O que valeu foi que mandaram vir o major Onofre... hum!

quinta-feira, 19 de abril de 2018

[3729] José Mário Branco - "Margem de certa maneira"

Para comemorar a presença de José Mário Branco em Cabo Verde, Pd'B relembra AQUI uma das suas mais celebradas peças, "Margem de certa maneira", música do álbum homónimo, de 1972.

[3728] José Mário Branco em Cabo Verde

Ele foi um dos nossos heróis (e ainda o é), a par de José Afonso, Fausto, Adriano Correia de Oliveira e Sérgio Godinho, o quinteto dos maiores, mais completos, mais profundos, mais combativos e mais persistentes. E está em Cabo Verde. Aceitam-se inscrições para uma excursão... mental, às ilhas.


terça-feira, 17 de abril de 2018

[3726] Mais uma doutora cabo-verdiana

Foi ontem, no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, a partir das 14h30, que se iniciou a discussão da tese de doutoramento da nossa amiga Maria do Carmo Farias Daun e Lorena Santos, subordinada ao tema "Classe, memória e identidade: uma etnografia do carnaval de São Vicente". O acto académico terminou da melhor maneira, com "distinção e louvor", pelo que o Praia de Bote apresenta as suas mais sentidas felicitações e "quel braça d'ratchá osse" à nossa comentadora e nova doutora das ilhas. Mais uma vez, temos de gritar a plenos pulmões, como se fosse na escola da Praça Nova, na escola Camões ou no Liceu Gil Eanes: "Viva quel bôl, viva quel vin".

Cabe ainda dizer que a nova doutora teve como orientador da sua tese o Dr. João Manuel Monteiro de Castro Vasconcelos, como presidente do júri a Dr.ª Ana Margarida de Seabra Nunes de Almeida e como vogais os doutores António Leão de Aguiar Cardoso Correia e Silva (prestigiado académico cabo-verdiano, natural de Ponta do Sol, Santo Antão, antigo reitor da Universidade de Cabo Verde), Miguel de Matos Castanheira do Vale de Almeida, Maria Celeste Gomes Rogado Quintino, João Manuel Monteiro de Castro Vasconcelos e Nuno Miguel Rodrigues Domingos.

[3725] Histórias da História de Santiago




segunda-feira, 16 de abril de 2018

[3724] UCCLA promove VIII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa em Cabo Verde


A UNICV - Universidade de Cabo Verde (sita no Palmarejo, cidade da Praia) vai acolher, de 19 a 21 de abril, a 8.ª edição do Encontro de Escritores de Língua Portuguesa - evento em torno da língua portuguesa que contribui para o diálogo e o enriquecimento entre os escritores dos diferentes continentes - organizado pela UCCLA e pela Câmara Municipal da Praia.

Este encontro tem como tema principal “A Cidade e a Literatura: conexões entre Cidadania, Criatividade e Juventude” e 3 subtemas: “A Literatura e Cidadania”, “A Literatura e Criatividade” e “A Literatura e a Juventude”.

Estão já confirmadas as presenças dos seguintes escritores:

- Angola: David Capelenguela
- Cabo Verde: Fátima Fernandes, Hermínia Curado, Joaquim Arena, Jorge Carlos Fonseca, Jorge Tolentino, Judite Nascimento, Leão Lopes, Manuel Brito Semedo, Natacha Magalhães e Nuno Rebocho
- Galiza: Concha Rousia
- Guiné-Bissau: Tony Tcheka
- Macau: Weimin Zhang
- Moçambique: Conceição Queiroz 
- Portugal: Filipa Melo, Inês Barata Raposo e José Carlos Vasconcelos
- São Tomé e Príncipe: Olinda Beja
- Timor-Leste: Luís Costa

Brochura com programa disponível em https://issuu.com/uccla/docs/brochura_online_viii_eelp_cabo_verd

De salientar que as anteriores edições decorreram na cidade de Natal (Brasil - 4), em Luanda (Angola - 1) e na cidade da Praia (Cabo Verde - 2). 

Já participaram mais de 100 escritores, entre os quais escritores consagrados pelos principais prémios literários das literaturas escritas em Língua Portuguesa - incluindo 5 prémios Camões: Arménio Vieira, Eduardo Lourenço, João Ubaldo Ribeiro, Pepetela e Mia Couto -, mas também escritoras e escritores de diferentes gerações e tradições literárias.

[3723] Uma voz de sempre: Fernando Quejas, em "Câ nô dixâ nôs morna morrê"

[3722] Semana Nacional do Património Cultural com palestra na Torre de Belém (antiga Capitania dos Portos, hoje Museu do Mar)


[3721] Muitas visitas de Cabo Verde

Nas últimas 24 horas, o Pd'B recebeu muitas visitas de Cabo Verde. Não falaram (excepto o Zeca Soares), mas viram... Assinaladas apenas as dos 10 países com mais visitas. Claro que houve muitas mais, de países com uma ou duas visitas.

[3720] Quanto em São Vicente havia DE FACTO forças vivas que espicaçavam o Governo de Lisboa, os resultados surgiam. E então tendo nele um amigo, ainda melhor...

António Maria de Fontes Perira de Mello (ver AQUI), foi filho de um governador de Cabo Verde (João de Fontes Pereira de Mello, por duas vezes, 1839-1842 e 1847-1851) e ele próprio ajudante de seu pai e depois deputado por Cabo Verde. Foi casado com uma cabo-verdiana.

sábado, 14 de abril de 2018

[3716] Imagens de estica e alarga no jornal "A Semana"

[3715] Na comemoração de mais um aniversário do Mindelo cidade, Titina em "Note de Mindelo"

[3714] Em mais um aniversário do Mindelo... "Mindelo", por Chico Serra

[3713] O verdadeiro começo do Mindelo

[3712] Nos 139 anos da cidade do Mindelo

[3711] Manuel Brito-Semedo fala de tempos perdidos

Oiça-o AQUI
Foto Joaquim Saial

[3710] "Onésimo Silveira - Uma vida, um mar de histórias", livro a ser lido e relido

Pd'B está a reler a obra de José Vicente Lopes "Onésimo Silveira - Uma vida, um mar de histórias", lançado em Portugal a 7 de Abril de 2016 e AQUI divulgado na altura, em cima do acontecimento. Deste livro, reproduzimos uma passagem que retrata o ideário de Onésimo à frente da Câmara Municipal de São Vicente e aquilo que ele achava que devem ser as relações entre Portugal e Cabo Verde. 

"Eu buscava geminações não só para obter recursos, mas também para o reforço dos laços históricos entre Cabo Verde e Portugal.

Esta é uma coisa que sempre me interessou. Contrariamente aos meus antigos colegas de luta de libertação, sempre entendi que, com Portugal, estamos condenados a viver em paz e em progresso. Só agora é que se começou a ver Portugal como um parceiro, realmente. Falta a muita gente, em Cabo Verde, coragem para caracterizar, historicamente e do ponto de vista político, as nossas relações com Portugal. São relações em que intervêm muitos aspectos de tipo colonial, mas são também relações de muito afecto e solidariedade. Os cabo-verdianos têm de interiorizar o seguinte: nenhum outro país no mundo gosta mais de Cabo Verde do que Portugal. Portugal e Cabo Verde estão ligados pela história e pelo sangue. E isso não é só conversa, é a mais pura realidade."

[3709] Foi ontem, na Associação Caboverdeana de Lisboa. Pd'B esteve lá

Como anunciado em Pd'B, decorreu ontem, a muito interessante palestra proferida pelo Dr. Manuel Vieira Pinto, subordinada ao tema "A diáspora e a sustentabildade do Estado cabo-verdiano". Em breve, Pd'B disponibilizará o texto integral da sessão, pelo que por agora apenas ficam duas imagens do evento que foi apresentado por José Luís Hopffer Almada.



[3708] "Sodade, Festival d'Morna", em São Nicolau

quinta-feira, 12 de abril de 2018

[3707] Amanhã, em Lisboa

[3706] Ondina Ferreira na capa do n.º 1 de "Leitura", a nova revista da activíssima Livraria Pedro Cardoso, Praia, Cabo Verde

Um braça para Ondina Ferreira, nossa amiga e comentadora do blogue Praia de Bote, que quer (e muito bem) recentrar o lugar do livro.



[3705] Nos 12 anos de "Nha Terra, Nha Cretcheu"

12 de Abril de 2018 - Nota de Imprensa

NHA TERRA, NHA CRETCHEU 
12 anos a mostrar Cabo Verde ao Mundo

Há 12 anos que o Nha Terra, Nha Cretcheu mostra aos espectadores da RTP África e Internacional a vida social, política, económica e cultural de Cabo Verde, sendo um dos programas de maior longevidade do canal.

Foi precisamente a 12 de Abril de 2006 que o programa estreava nas antenas da RTP África e Internacional. Desde então, o Nha Terra, Nha Cretcheu tem-se assumido como uma importante janela de Cabo Verde para o Mundo, permitindo a todos os cabo-verdianos aqui e na diáspora e aos espectadores em geral conhecer as histórias; as notícias, as informações, as pessoas que marcam a vida do país.

Em 12 anos, os nossos números falam por nós:

Já realizámos 561 episódios originais; perto de 2300 reportagens.
Ao todo, concretizámos 30.850 minutos de imagens, histórias e depoimentos.
Contabilizámos 6732 entrevistas.
E pelas cadeiras de pé alto, características da imagem do programa, já passaram 595 convidados. 

Em 12 anos, o Nha Terra, Nha Cretcheu contou com três apresentadores: Alveno Figueiredo e Silva; Abraão Vicente e o atual, Giordano Custódio.

O Nha Terra, Nha Cretcheu é um programa de grande informação sobre Cabo Verde, emitido semanalmente na RTP África.

A data foi assinalada numa pequena festa de amigos há alguns dias e continua na RTP África através da emissão de um vídeo alusivo ao aniversário do programa.

As nossas páginas: